segunda-feira, 25 de maio de 2009

Da partida

(Ana Luiza Miranda)
E deu nela a vontade de seguir caminho de novo. Já se acostumara com aquela inconstância que só virava constância quando o assunto era ir em frente.

“Fica!” pediram. “Fico não.” Respondeu. “Levo vocês comigo, mas não fico.”

Ajeitou o vestido, calçou as sandálias e respirou fundo, sentindo aquela querência de viver a vida enchendo o peito de coragem e ousadia. Ousadia que só tem esses que não se aquietam nas paragens da vida e sempre seguem o caminho.

“Nossa! Quanta coisa a gente pensa em um respirar.”

Abriu a bagagem pra verificar de novo se não havia esquecido nada. Mas estava tudo lá. As lições que tirou dos erros, as lembranças todas, as lágrimas de choro e de risos, as de raiva fez questão de esquecer. Os abraços, os vexames, as gargalhadas... E os sonhos! É tava tudo ali.

Sabe-se que o mais difícil em se seguir em frente é confiar. No caminho percorrido e no que ainda vai percorrer. A próxima parada sempre é desconhecida.

“Vai agora?” o par de olhos perguntou. “Vou” os dela responderam. “Vou contigo então” o coração falou. “Pois venha.” O sorriso respondeu. “Agora sim...” ela pensou “nada mais fica pra trás.”

E deu agora o primeiro passo. O novo caminho se abriu mais uma vez, e mais uma vez se pôs a realizar o que realmente importa nessa vida... Seguir em frente.

3 comentários:

samuelbarros disse...

choro co mteu blog
nossa

lindo e lindo e mil vezes lindo!

Dree disse...

“Nossa! Quanta coisa a gente pensa em um respirar.”

é... minha amiga... dá pra mudar uma vida num simples respirar!

beijo

Leili disse...

lindoooooooooo!!!!!!!!!!!!!